Paciente D.S.F e sua atitude decida na busca por tratamento

Mulher, 59 anos, advogada

D.S.F. sempre foi daquelas mulheres bem-resolvidas. Quando um problema aparece, imediatamente busca solução. Não foi diferente quando começou a perceber uma secreção que descia pelo nariz e pingava na garganta dando gosto amargo. O que ela não sabia é que se tratava de um caso de secreção nasal posterior e que as mesmas bactérias que vivem no nariz habitam a cavidade bucal também.

Por causa dessa secreção recorrente, ela considerou que poderia estar com halitose. Não pensou duas vezes, foi para a internet, localizou um tratamento e resolveu a questão.

Ficou encantada com o tratamento porque, em pouco tempo, a secreção que pingava da garganta para a língua sumiu e ela reconquistou segurança com relação ao seu hálito.

Veja o que ela escreveu:

A dra. Ana  é muito profissional e o tratamento prescrito na Clínica teve ótimo resultado. Recomendo.

Scroll Up