Ardência bucal e síndrome da ardência bucal

O que é a ardência bucal?

Você já sentiu queimação na mucosa bucal sem que pudesse identificar alguma causa física aparente? Este é o principal sintoma da síndrome da ardência bucal. Uma alteração que afeta principalmente as mulheres na pós-menopausa, com mais de 50 anos, causando desconforto e afetando a qualidade de vida.

Os sintomas geralmente são espontâneos e podem ser constantes ou irregulares. A intensidade da ardência pode variar durante o dia entre moderada e forte e na maior parte dos casos é bilateral, mas também pode se manifestar em uma parte específica da boca. Em geral, a língua é o local mais afetado, seguido dos lábios, palato e bochecha.

A síndrome da ardência bucal está fortemente associada com as alterações salivares e a xerostomia é citada na literatura como possível causa, além de deficiências nutricionais, em especial relacionados a vitaminas B, ácido fólico e zinco. Fatores sistêmicos também são citados, como diabetes, mudanças hormonais, alterações na tireoide entre outros. Depressão e ansiedade são doenças que muitas vezes acompanham a síndrome da ardência bucal, mas não necessariamente fazem parte da sua fisiopatologia.

ardência bucal

Uma vez que os sintomas se manifestam, eles podem se manter por muitos anos, por isso, se você se identificou com as questões tratadas aqui, marque sua consulta e venha conversar com a dra. Ana Elisa sobre o tratamento para retomar sua qualidade de vida.

Liberdade para ser autêntico!

Se você quer conhecer nosso trabalho e testar a qualidade do seu hálito, venha nos visitar!

Scroll Up